História

A primeira capelinha foi mandada construir pelo Pe. João Becker, aos 24 de Junho de 1927. Em 09 de Junho de 1939, foi confiada à Província de São Pedro dos Padres Carlistas, na pessoa do Pe Rinaldo Zanzotti, tendo a missão de atender ao migrante.
Desde o dia 23 de Março de 2014, está sob a direção do Pe. Antonio Bortolamai, contando com o auxilio dos Padres do Seminário. A Paróquia conta com muitos leigos, engajados e divididos em pastorais e movimentos, que atendem as pessoas da comunidade em diversos trabalhos e atividades.
Integram a Paróquia as Comunidades: Cond. Cristal, Cristo Operário (Monte Cristo), Nossa Senhora das Graças (Campo Novo), Nossa Senhora do Horto ( Kanasawa), Santa Edwiges (JD Vila Nova), São Francisco de Assis (Cohab), São João Calábria, João Batista Scalabrini (Morro Quente) e Hosp. Vila Nova.


sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Agosto - Mes Vocacional - Dia do Catequista e do Cristão Leigo

Catequista
     A Igreja reconhece nos catequistas pessoas chamadas a exercitar um particular encargo eclesial, uma especial participação na responsabilidade de fazer avançar o Evangelho. Na história da evangelização muitos foram, de fato, mestres de religião, guias das suas comunidades, zelosos missionários leigos e modelos de fé. Os catequistas prestam muitos serviços relacionados com a difusão do conhecimento de Cristo, com a fundação da Igreja, com o enxerto cada vez mais profundo do poder transformador do Evangelho na vida dos seus irmãos e irmãs. A catequese é trabalho de fé que ultrapassa qualquer técnica; é esforço da Igreja de Cristo. O seu objeto primário e essencial é o mistério de Cristo; a sua finalidade definitiva é colocar as pessoas em comunhão com Cristo (cfr. Catechesi tradendae, 5). Apesar das circunstâncias, das exigências e dos obstáculos, a importância deste grande apostolado não fica diminuída, porque sempre será necessário desenvolver uma fé inicial e guiar o povo para a plenitude da vida cristã.


Vocação e missão. É tudo igual?

     Em latim, vocação significa “chamar”. Sendo assim, Deus chama a mim, a você, ao nosso grupo, nos convidando ao serviço, à doação, à entrega. Nesse chamado, o que Ele mais quer é que nós estejamos junto d'Ele, de Seu Filho Jesus e do Espírito Santo, participando do amor dessa Família do céu e da nossa comunidade. O Todo-poderoso nos chama, mas nos dá também os carismas e as qualidades de que precisamos para assumir esse chamado.

      A palavra missão também vem do latim e significa "enviar". É Jesus quem nos envia, como Ele mesmo falou: “Vão e façam meus discípulos todos os povos, ensinando a respeitar tudo o que vos ensinei” (cf. Mt 28,19-20). Não existe chamado sem missão, como também não existe missão se não houver quem possa realizá-la. Explicando melhor: a vocação, como vimos, é um chamado de Deus para servirmos a todos os irmãos. Esse serviço é a missão. Podemos concluir que vocação e missão não são a mesma coisa, mas elas estão muito ligadas, sendo consequência uma da outra.

PARABÉNS A TODOS OS CATEQUISTAS!
 
EM ESPECIAL PARA AS NOSSAS COMUNIDADES: 
MATRIZ, CAMPO NOVO, MONTE CRISTO, COHAB, KANAZAWA,
 CONDOMINIO CAMPOS DO CRISTAL, MORRO QUENTE, MONTE CRISTO, CALÁBRIA E JARDIM VILA NOVA!


quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A JORNADA EM NÚMEROS

Os Números da Jornada                              
 










       3,7 milhões de peregrinos.
                                                                  
1177 peregrinos de nossa cidade.

250 Dioceses Brasileiras foram visitadas pelos Símbolos da JMJ.
25 mil pessoas acompanharam a visita a Porto Alegre.
520 pessoas trabalhararam na Semana Missionária na  Capital.
100 milhões de pessoas tiveram contato com os símbolos.
400 mil vagas para peregrinos em 200 Dioceses do Brasil.
356,4 vagas para hospedagem no Rio  (somadas famílias e instituições)
1846 Peregrinos acolhidos na Arquidiocese de Porto Alegre.
Perto de 1600 familias ofereceram seus lares para acolher peregrinos.

R$ 1,8 bilhões desembolsados pelos peregrinos no Rio (Min. do Turismo).
437 inscritos de 175 países esntrangeiros.
Um número não computado de estrangeiros clandestinos que não podiam exibir suas bandeiras.

Ranking de peregrinos estrangeiros: Argentina, EUA, Chile, Itália, Venezuela, França, Paraguay, Peru e México. 
Destes 72,7% nunca estiveram no Brasil, 86,9% nunca haviam participado de uma JMJ, 55% são so sexo feminino, 60% tem entre 19 e 34 anos.

 644 Bispos inscritos, destes, 28 eram Cardeais.
7814 Sacerdotes credenciados.
6,4 mil jornalistas de 57 países.
264 locais de catequese em 25 idiomas.
100 confessionários.
4 milhões de hóstias consumidas.



148 horas de duração: foi a mais longa   JMJ da história.
153 vôos extras para o Rio entre 15 de Julho e 04 de Agosto (ANAC).

4471 garis com 14 mini varredeiras e 121 caminhões compactadores.
Nos 07 dias do evento a geração de lixo foi inferior a outro eventos que já aconteceram em Copacabana.
A Comlurb (Rio) removeu 345 toneladas de resíduos orgânicos e 45 toneladas de material reciclável. O número final representa cerca de 10% menos do que o registrado na noite do último Réveillon.

1,1 milhão de seguidores no Facebook JMJ.
61 mil seguidores do Twiter.

Ranking semanal de transmissão: 
Globo (32h53)- Band (17h28) - Record (3h24).






Fonte: COL( Rio), Setor Juventude
          Nacional e CNBB.











segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Agosto - Mes Vocacional - Vocação à Vida Consagrada, Religiosas e Religiosos,

http://4.bp.blogspot.com/-a02Xqg_fa70/Tjg6mOzIKAI/AAAAAAAAAQ0/pwrX-EnDfDc/s320/chamado_de_Deus_thumb%255B2%255D.png
                                                              

                                                                 


Vida Consagrada
 
    Todos, na Igreja, são consagrados no Baptismo e na Confirmação, mas o ministério ordenado e a vida consagrada supõem, cada qual, uma distinta vocação e uma forma específica de consagração, com vista a uma missão peculiar. Para a missão dos leigos é fundamento adequado a consagração baptismal e crismal, comum a todos os membros do Povo de Deus. Os ministros ordenados, além dessa consagração fundamental, recebem também a da Ordenação, para continuar no tempo o ministério apostólico. As pessoas consagradas , que abraçam os conselhos evangélicos, recebem uma nova e especial consagração que, apesar de não ser sacramental, as compromete a assumirem — no celibato, na pobreza e na obediência — a forma de vida praticada pessoalmente por Jesus, e por Ele proposta aos discípulos.
      O dever missionário das pessoas consagradas tem a ver primeiro com elas próprias, e cumprem-no abrindo o seu coração à ação do Espírito de Cristo. O seu testemunho ajuda a Igreja inteira a lembrar-se de que em primeiro lugar está o serviço gratuito de Deus, tornado possível pela graça de Cristo. As pessoas consagradas serão missionárias, antes de mais, aprofundando continuamente a consciência de terem sido chamadas e escolhidas por Deus, para quem devem, orientar toda a sua vida e oferecer tudo o que são e possuem, libertando-se dos obstáculos que poderiam retardar a resposta total de amor. Desta forma, poderão tornar-se um verdadeiro sinal de Cristo no mundo. Também o seu estilo de vida deve fazer transparecer o ideal que professam, propondo-se como sinal vivo de Deus e como persuasiva pregação, ainda que muitas vezes silenciosa, do Evangelho.

Vocação Religiosa                   

    O carisma da vida religiosa está orientado também para o mundo. Demonstra o contraste, não é fuga, mas compromisso. A vocação religiosa é assumida por homens e mulheres que foram chamados a testemunhar Jesus Cristo de uma maneira radical. É a entrega da própria vida a Deus. Essa vocação existe desde o início do Cristianismo: vida eremítica, monástica e religiosa. Nesses dois mil anos de história surgiram inúmeras ordens, congregações, institutos seculares e sociedades de vida apostólica.

UM ESPECIAL PARABÉNS, ÀS IRMÃS DO AMOR DIVINO,  DO HORTO, AO CALÁBRIA E AOS MENINOS DO SEMINÁRIO DE GUADALUPE.

domingo, 11 de agosto de 2013

Agosto - Mes Vocacional - A Vocação de ser Pai

Quando o sol ainda não havia cessado seu brilho,
Quando a tarde engolia aos poucos
As cores do dia e despejava sobre a terra
Os primeiros retalhos de sombra
Eu vi que Deus veio assentar-se
Perto do fogão de lenha da minha casa
Chegou sem alarde, retirou o chapéu da cabeça
E buscou um copo de água no pote de barro
Que ficava num lugar de sombra constante.
Ele tinha feições de homem feliz, realizado
Parecia imerso na alegria que é própria
De quem cumpriu a sina do dia e que agora
Recolhe a alegria cotidiana que lhe cabe.
Eu o olhava e pensava:
Como é bom ter Deus dentro de casa!
Como é bom viver essa hora da vida
Em que tenho direito de ter um Deus só pra mim.
Cair nos seus braços, bagunçar-lhe os cabelos,
Puxar a caneta do seu bolso
E pedir que ele desenhasse um relógio
Bem bonito no meu braço
Mas aquele homem não era Deus,
Aquele homem era meu pai
E foi assim que eu descobri
Que meu pai com o seu jeito finito de ser Deus
Revela-me Deus com seu
Jeito infinito de ser homem.

FELIZ DIA DOS PAIS!

sábado, 3 de agosto de 2013

Visita do Superior Geral

Esta semana a Paróquia recebeu as visitas: do Superior Geral, ao lado do Padre Pedro,  do Pe. Gianni, Superior da Europa, Pe Luigui, Espiritual da Teologia e
 Pe.Adilson, Provincial.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Agosto- Mes Vocacional - a Vocação de ser Padre

4 de Agosto

Vejamos quem é o Padre:

             É alguém escolhido por Deus, dentro de uma comunidade, no seio de uma família, para ser o continuador da obra salvadora de Jesus. Ele assume a missão de construir a comunidade.
Por graça e vocação, o padre age em nome de Jesus: ele perdoa os pecados, ele reconcilia seus irmãos com Deus e entre si; ele trás a bênção de Deus para todos.
             O padre é aquele que celebra a vida de Deus na vida da comunidade. Na Celebração Eucarística , ele trás Jesus para as comunidades. A Eucaristia é a razão primeira do sacerdócio.
            O padre alimenta seus fiéis por esse sacramento, pela sua pregação e pelo seu testemunho.
            Padre é o modelo por excelência de Jesus Cristo, o bom Pastor. Por esse motivo ele deve ser como o Cristo Pastor.
             O Padre deve ser o pastor atencioso de seu rebanho. Deve guiar por bons caminhos, orientando nas dificuldades e prevenindo quando necessário. Deve defender seus irmãos dos lobos modernos que devoram os menos esclarecidas e dos ladrões que atacam, que confundem e dispersam o único rebanho do Senhor.
             Padre é o homem de Deus que deve estar no meio do povo: nas Paróquias, nas Pastorais, nos Seminários, nos Hospitais, nas Escolas e Faculdades, nos Meios de Comunicação Social, nas Comunidades Inseridas e entre os mais pobres e marginalizados... É um sinal de que o Reino de Deus existe entre nós.


 






 








  
Parabéns aos nossos padres!
 
Oração pelos sacerdotes
     Senhor Jesus Cristo que, paratestemunhar-nos o vosso amor infinito,
 instituístes o sacerdóciocatólico, a fim de permanecerdes entre nós, 
pelo ministériodos padres, enviai-nos santos sacerdotes.
    Nós vos pedimos por aqueles que estão conosco, à frente da nossa comunidade, 
especialmente para o pároco da nossa paróquia.
    Pedimos pelos missionários que andam pelo mundo, enfrentando cansaço, perigos e dificuldades, 
para anunciar a Palavra da Salvação.
     Pedimos pelos que se dedicam ao serviço da caridade, cuidando das crianças, dos doentes, 
dos idosos e de todos os que sofrem e estão desamparados.
      Pedimos por todos aqueles que estão a serviço do vosso Reino de justiça, de amor e de paz, 
seja ensinando, abençoando ou administrando os sacramentos da salvação.
      Amparai e confortai, Senhor, aqueles que estão cansados e desanimados, que sofrem injustiças e perseguições pelo vosso nome ou que se sentem angustiados diante dos problemas.
     Fazei que todos sintam a presença do vosso amor e a força da vossa Providência. Amém.